15.10.05

dois versos do heterónimo álvaro de campos

«o verdadeiro poema moderno é a vida sem poemas,
é o comboio real e não os versos que o cantam»

(in poesia, edição de teresa rita lopes, assírio & alvim)