30.7.05

uma estrofe do poeta quase homónimo

«tudo começa com um tráfico de brandos
venenos. as cassetes circulam, recados
acesos, de mão para mão, demarcam
as horas. essa cumplicidade fácil assegura-nos
uma espécie de virtude ― o primeiro susto.»

josé miguel silva (in vista para um pátio seguido de desordem, relógio d'água)