24.7.05

três versos de luiza neto jorge

«há um jogo de relâmpagos sobre o mundo.
de só imaginá-la a luz fulmina-me,
na outra face ainda é sombra.»

(in a lume, assírio & alvim)