25.6.05

um verso de sophia de mello breyner andresen

«espelhos ante espelhos tudo aprofundavam»

(in o nome das coisas, moraes editores)