30.6.05

alfândega

oscar wilde: «não tenho nada a declarar excepto o meu génio».
vasco pulido valente: «não tenho nada a declarar excepto o mau génio».